rophylac

Fator Rhesus é uma proteína encontrada nos glóbulos vermelhos, reconhecida como Rh positivo ou Rh negativo. Ser positivo ou negativo para o fator Rh não afeta a saúde individual da pessoa.

Essa característica é transmitida geneticamente e pode ocorrer problemas durante a gravidez se o sangue da mãe Rh negativo entrar em contato com o sangue do feto Rh positivo, levando a uma incompatibilidade sanguínea.

Dessa forma, a mãe produzirá anticorpos anti-Rh contra as células vermelhas do bebê. Esses anticorpos alcançarão o sangue do bebê na gestação atual ou em gestações futuras, por meio da placenta, o que pode ocasionar a doença hemolítica do recém-nascido. As manifestações clínicas no bebê são anemia e icterícia em graus variados e, nas formas mais graves, pode levar a morte.

A forma de prevenir esses problemas é através da aplicação da imunoglobulina anti-RH (Rhophylac), que deve ter prescrição médica.

O Rhophylac atua na prevenção da imunização ao Rh (D) em mulheres Rh (D) negativas, e no tratamento de pessoas Rh (D) negativas após transfusões incompatíveis de sangue Rh (D) positivo ou outros produtos contendo células vermelhas do sangue.

Rotavírus é um dos principais agentes virais causadores das doenças diarreicas agudas e uma das mais importantes causas de diarreia grave em crianças menores de cinco anos no mundo.

Pessoas de todas as idades são suscetíveis à infecção por rotavírus, porém, a manifestação clínica, é mais prevalente em crianças menores de cinco anos. Recém-nascidos normalmente têm infecções mais leves ou assintomáticas, provavelmente devido à amamentação e aos anticorpos maternos transferidos pela mãe.

Os sinais e sintomas clássicos do rotavírus – principalmente na faixa etária dos seis meses aos dois anos – são as ocorrências repentinas de vômitos. Na maior parte das vezes, também podem aparecer, junto com os vômitos: diarreia com aspecto aquoso, gorduroso e explosivo; febre alta.

A vacina contra rotavírus pentavalente auxilia na proteção da criança contra a gastroenterite causada pela infecção por rotavírus, que é transmitido por via fecal-oral, pelo contato direto entre as pessoas, por utensílios, brinquedos, água e alimentos contaminados.

O esquema vacinal consiste em 3 doses, a partir dos 2 meses de idade. A vacina rotavírus pentavalente é encontrada apenas na rede privada de saúde e protege contra 5 subtipos do vírus.

A bactéria pneumococo está envolvida em múltiplas infecções, desde otite média aguda até infecções mais severas e invasivas, como pneumonia bacteriana, sepse e meningite. O pico de incidência ocorre nos extremos da vida: em menores de 2 anos de idade e pessoas com mais de 60 anos de idade.

Além disso, indivíduos com doenças crônicas e imunossuprimidos apresentam risco mais elevado para pneumonia pneumocócica. Fatores como alcoolismo, tabagismo, asma e asplenia também estão mais associados a essas infecções.

A vacina pneumocócica 23 previne doenças causadas por 23 tipos de pneumococos. É indicada para crianças a partir de 2 anos de idade, adolescentes e adultos que tenham alguma condição de saúde que aumenta o risco para doença pneumocócica. Também é recomendada como rotina para pessoas a partir de 60 anos de idade.

OBS: Para crianças, adolescentes e adultos saudáveis esta vacina não é indicada como rotina. Também não deve ser utilizada em gestantes.

Iniciar conversa
1
Olá, como podemos te ajudar?