Pediatra alergista

Uma pesquisa recente do King’s College (Londres), feita com mais de 125 mil crianças e adolescentes entre 6 e 19 anos, mostrou que o uso do celular à noite piora a qualidade do sono, causa obesidade e até depressão. A luz das telas diminui a produção de melatonina, hormônio que faz a gente ter vontade de dormir. Portanto, esse é um daqueles momentos em que você precisa criar regras: nada de telas (no mínimo uma hora) antes de deitar. De preferência, não coloque uma TV no quarto do seu filho e jamais permita que ele leve seus gadgets para a cama. Essa também é uma maneira de unir a família. Pense nisso e coloque em prática, com certeza você irá colher bons resultados.

A Alergia à proteína do leite de vaca e a intolerância à lactose são doenças distintas, porém sabemos que muitas vezes essas duas patologias se confundem.

A alergia à proteína do leite de vaca inclui sintomas específicos relacionados à ingestão do leite de vaca e seus derivados, como sangramento nas fezes dos bebês, lesões de pele conhecidas como urticária, vômitos, diarréia, entre outros. Esses sintomas podem ocorrer imediatamente após o consumo ou aparecer dias após a ingestão.

Já a intolerância à lactose ocorre devido à deficiência da lactase, enzima que digere o açúcar do leite. A deficiência de lactase é rara nos bebês, acometendo mais as crianças maiores e adultos. Os sintomas incluem dor e distensão abdominal, fezes explosivas e muitos gases. É importante ressaltar que nem todos os bebês que possuem o diagnóstico de alergia à proteína do leite de vaca necessitam ser retirados do seio da mãe.

Outra observação que merece destaque é que Alergia à lactose não existe!

Por Dra. Vanessa Cesar Geovanini

Veja mais informações sobre este assunto no vídeo que está no nosso Canal do Youtube.

Iniciar conversa
1
Olá, como podemos te ajudar?