EXAMES AUDITIVOS

POTENCIAL AUDITIVO DO TRONCO CEREBRAL (BERA)

O exame é objetivo, ou seja, não depende da resposta do paciente. Ele avalia a integridade funcional das vias auditivas nervosas (nervo auditivo) desde a orelha interna até o córtex cerebral. Trata-se de um método indolor e não invasivo.

Audiometria clinica

Audiometria tonal e vocal e Imitanciometria. Este exame tem como objetivo avaliar a capacidade dos pacientes de ouvir sons. Muito importante a realização deste teste no período de alfabetização, pois este detecta a perda auditiva, muitas vezes inapercebidas, mas que são uma das causa de baixo rendimento escolar.

Treinamento auditivo em cabina

Terapia realizada com intuito de melhorar as habilidade auditivas que estão alteradas no teste de Processamento auditivo.

Emissões Otoacústicas

Mais conhecido como teste da orelhinha, que tem como finalidade avaliar a audição do recém-nascido. Não é invasivo e independe da resposta do bebê. Esse programa é eficaz no sentido de prevenção e cuidados auditivos, sendo indicado por instituições do mundo inteiro, visando o diagnóstico precoce de perda auditiva, uma vez que sua incidência, na população geral, é de 1 a 2 por 1000 nascidos vivos.

Processamento auditivo

“é aquilo que o cérebro é capaz de fazer com o que o ouvido ouviu”. Ele está relacionado com habilidades auditivas desenvolvidas desde o nascimento (p.ex.: localizar o som, focar a atenção em um som e ignorar outros, discriminar um som do outro, memorizar sons sequenciais etc.). Seu objetivo principal é identificar as alterações na habilidades auditivas que interferem no desempenho social, educacional e comunicativo.

VEndA DE APARELHOS AUDITIVOS STARKEY

CONTATE-NOS