DIABETES

 DIABETES

O Diabetes é uma doença cuja principal característica é o aumento da glicose no sangue (hiperglicemia), e tal alteração é decorrente de um distúrbio do hormônio regulador da taxa de glicose, denominado insulina. No Diabetes ocorre ou um problema na produção da insulina ou um problema da ação da insulina nas células do corpo.

Existem basicamente dois tipos de diabetes. O chamado Tipo I, onde o defeito está na produção da insulina e o chamado Tipo II, onde o organismo produz insulina, porém ela não consegue agir como necessário devido a uma condição chamada de resistência insulínica.

Ainda existe um terceiro tipo que é o chamado Diabetes Gestacional, que acomete gestantes, geralmente detectado no 3º trimestre da gestação. Pode ser reversível ou não.

O diagnóstico de Diabetes é confirmado através de exame laboratorial onde se dosa a quantidade de glicose no sangue.

Em geral o Diabetes Tipo I geralmente tem início com sintomas repentinos como: sede excessiva, rápida perda de peso, fome exagerada, cansaço inexplicável, muita vontade de urinar, má cicatrização, visão embaçada, falta de interesse e de concentração, vômitos e dores estomacais, frequentemente diagnosticados como gripe.

O Diabetes Tipo II pode se manifestar com os mesmos sintomas, porém habitualmente é de instalação silenciosa e gradual, sem chamar muita atenção, daí a importância de se fazer uma avaliação dos níveis de glicose para que seja possível o diagnóstico precoce da doença e a instituição do tratamento o mais rapidamente possível.

O Diabetes é uma doença onde o tratamento é para o resto da vida e exige participação tanto do paciente quanto de sua família.

O tratamento não é somente com o uso de medicamentos, mas envolve mudança dos hábitos de alimentação e exercícios regulares, e muitas vezes também de acompanhamento psicológico.

O acompanhamento médico é de fundamental importância e toda modificação de uso de medicamento, hábito de alimentação ou atividade física deve ser comunicada ao médico.

“As pessoas com diabetes (ambos tipo 1 e tipo 2) estão em maior risco de problemas graves de certas doenças que podem ser prevenidas com a vacinação adequada. Manter-se vacinado é um passo importante para se manter saudável.

  • O diabetes, mesmo se bem controlado, pode tornar mais difícil para o seu sistema imunológico combater infecções e, assim, deixar você em maior risco de complicações mais graves de uma doença, em comparação com pessoas sem diabetes.
  • Algumas doenças, como a gripe, podem aumentar a sua glicose no sangue a níveis perigosamente elevados.
  • As pessoas com diabetes têm taxas mais elevadas de hepatite B do que o resto da população.
  • Pessoas com diabetes têm um risco aumentado de morte por pneumonia (infecção pulmonar), bacteremia (infecção no sangue) e meningite (infecção do revestimento do cérebro e da medula espinhal).
  • A vacinação proporciona a melhor proteção contra doenças capazes de serem evitadas através das vacinas.
  • As vacinas são uma das maneiras mais seguras para você proteger sua saúde, mesmo se estiver tomando medicamentos de prescrição. Efeitos colaterais da vacina são geralmente leves e desaparecem por conta própria. Os efeitos secundários graves são muito raros.” Augusto Pimazoni Netto – Coordenador do Grupo de Educação e Controle do Diabetes do Hospital do Rim – Universidade Federal de São Paulo – UNIFESP

Converse com seu médico, converse com a LABENE

×
Ola, o que podemos ajudar?