especializada em alergias

A Labene é uma clínica especializada em vacinas e Alergia localizada na cidade de Itatiba-SP, que tem como missão oferecer excelência em serviços na área de Imunização, Alergia e Imunologia.

Infraestrutura  moderna e atualizada

PRICK TEST

Teste de leitura imediata.
Alergias: respiratórias (asma e rinite), conjuntivite atópica, dermatite alérgica e alergia à picada de insetos.

PATCH TEST

Teste de contato

NOTÍCIAS

especializada em vacinas

Equipe de Enfermagem atualizada e com modernas instalações e equipamentos de última geração para a manutenção das vacinas, proporcionando assim conforto e confiabilidade aos nossos usuários. 

SAIBA MAIS

EXAMES REALIZADOS NA CLÍNICA

A Labene Clínica e Vacinas, disponibiliza equipamentos modernos, infraestrutura moderna e uma equipe qualificada para realização de exames.

SAIBA MAIS

instagram

Febre amarela é uma doença infecciosa causada por um vírus transmitido pela picada de mosquitos infectados e não há transmissão direta de pessoa para pessoa. É grave e tem potencial de disseminação em áreas urbanas infestadas pelo mosquito Aedes aegypti.
.
Calafrios, início súbito de febre, dor de cabeça intensa, dores nas costas e corpo em geral, náuseas e vômitos, fraqueza e fadiga são sintomas iniciais da febre amarela. A vacina é a principal ferramenta de prevenção e controle da doença. Atualmente, todo o território paulista é considerado área de risco e, portanto, área com recomendação de vacina (ACRV).
. 
De acordo com determinação do Ministério da Saúde, a partir deste ano será adicionada uma dose de reforço da vacina contra a febre amarela para as crianças de 4 anos até os 4 anos, 11 meses e 29 dias. Segundo estudos recentes, as crianças vacinadas antes de 4 anos de idade apresentam queda dos anticorpos da vacina necessários para proteção.
.
Confira como ficou o calendário de vacinação contra a febre amarela:
- Crianças com 9 meses de vida: tomar uma dose (e aos 4 anos receber uma dose de reforço).
- Crianças com 4 anos de idade: uma dose de reforço.
- A partir de 5 anos: tomar reforço somente se tiver uma dose da vacina feita antes dos 4 anos de idade.
- Pessoas de 5 a 59 anos: devem apresentar uma dose no cartão vacinal.
.
A vacina contra a febre amarela está disponível na Labene Clínica e Vacinas. Entre em contato conosco e agende sua aplicação vacinal. Mais informações: (11) 4524-7248 (WhatsApp).
.
#LabeneClínicaeVacinas #Itatiba #prevenção #febreamarela #vacina
Febre amarela é uma doença infecciosa causada por um vírus transmitido pela picada de mosquitos infectados e não há transmissão direta de pessoa para pessoa. É grave e tem potencial de disseminação em áreas urbanas infestadas pelo mosquito Aedes aegypti. . Calafrios, início súbito de febre, dor de cabeça intensa, dores nas costas e corpo em geral, náuseas e vômitos, fraqueza e fadiga são sintomas iniciais da febre amarela. A vacina é a principal ferramenta de prevenção e controle da doença. Atualmente, todo o território paulista é considerado área de risco e, portanto, área com recomendação de vacina (ACRV). . De acordo com determinação do Ministério da Saúde, a partir deste ano será adicionada uma dose de reforço da vacina contra a febre amarela para as crianças de 4 anos até os 4 anos, 11 meses e 29 dias. Segundo estudos recentes, as crianças vacinadas antes de 4 anos de idade apresentam queda dos anticorpos da vacina necessários para proteção. . Confira como ficou o calendário de vacinação contra a febre amarela: - Crianças com 9 meses de vida: tomar uma dose (e aos 4 anos receber uma dose de reforço). - Crianças com 4 anos de idade: uma dose de reforço. - A partir de 5 anos: tomar reforço somente se tiver uma dose da vacina feita antes dos 4 anos de idade. - Pessoas de 5 a 59 anos: devem apresentar uma dose no cartão vacinal. . A vacina contra a febre amarela está disponível na Labene Clínica e Vacinas. Entre em contato conosco e agende sua aplicação vacinal. Mais informações: (11) 4524-7248 (WhatsApp). . #LabeneClínicaeVacinas #Itatiba #prevenção #febreamarela #vacina
Com o intuito de orientar a população, a Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm) informa que:
.
1 - As vacinas influenza e pneumocócicas são extremamente importantes na prevenção da gripe, causada pelo vírus influenza, e das infecções causadas pela bactéria pneumococo, mas não protegem e nem aumentam a resistência para a infecção por qualquer tipo de coronavírus.
2 – Ainda não há uma vacina disponível contra coronavírus.
3 - A vacinação contra gripe e pneumococo, segundo indicações das sociedades científicas e do Ministério da Saúde (MS), além de prevenir o indivíduo do adoecimento e/ou de complicações, contribui para reduzir a circulação dos agentes no meio ambiente, o que ajuda a proteger também aqueles que não podem ser vacinados.
.
4 - O MS orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o nCoV-2019:
* evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas
* lavar as mãos frequentemente, principalmente depois do contato direto com pessoas doentes ou com o meio ambiente
* usar lenço descartável para higiene nasal
* cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir
* evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca
* higienizar as mãos após tossir ou espirrar
* não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas
* manter os ambientes bem ventilados
* evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença
* evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações.
.
5 – A orientação do MS aos profissionais da área é que estes ‘devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção). Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara
N95’.
.
Mais informações sobre o novo coronavírus no site da SBIm, em: www.sbim.org.br/noticias/1208‐informacoes‐sobre‐o‐novo‐coronavirus‐2019‐ncov.

#LabeneClínicaeVacinas #Itatiba #prevenção #coronavírus #sbim #vacina
Com o intuito de orientar a população, a Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm) informa que: . 1 - As vacinas influenza e pneumocócicas são extremamente importantes na prevenção da gripe, causada pelo vírus influenza, e das infecções causadas pela bactéria pneumococo, mas não protegem e nem aumentam a resistência para a infecção por qualquer tipo de coronavírus. 2 – Ainda não há uma vacina disponível contra coronavírus. 3 - A vacinação contra gripe e pneumococo, segundo indicações das sociedades científicas e do Ministério da Saúde (MS), além de prevenir o indivíduo do adoecimento e/ou de complicações, contribui para reduzir a circulação dos agentes no meio ambiente, o que ajuda a proteger também aqueles que não podem ser vacinados. . 4 - O MS orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o nCoV-2019: * evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas * lavar as mãos frequentemente, principalmente depois do contato direto com pessoas doentes ou com o meio ambiente * usar lenço descartável para higiene nasal * cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir * evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca * higienizar as mãos após tossir ou espirrar * não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas * manter os ambientes bem ventilados * evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença * evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações. . 5 – A orientação do MS aos profissionais da área é que estes ‘devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção). Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95’. . Mais informações sobre o novo coronavírus no site da SBIm, em: www.sbim.org.br/noticias/1208‐informacoes‐sobre‐o‐novo‐coronavirus‐2019‐ncov. #LabeneClínicaeVacinas #Itatiba #prevenção #coronavírus #sbim #vacina
Hoje é celebrado o Dia Internacional de Luta Contra o Câncer Infantil. O objetivo da data é promover a conscientização global sobre a doença e a importância do diagnóstico precoce. Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), a doença é a primeira causa de morte entre crianças de 1 a 9 anos de idade.

Por isso, os pais devem ficar atentos a algumas alterações na saúde dos filhos. É importante valorizar as queixas das crianças e levá-las regularmente ao pediatra. Na maioria das vezes, são doenças comuns da infância, mas pode ser uma condição mais séria.

Alguns sintomas de alerta que devem chamar a atenção dos pais, principalmente se persistentes são:
- Reflexo branco na pupila (menina dos olhos) que pode ser visível no dia a dia ou em fotografias.
- Estrabismo que surge de forma repentina.
- Aumento de volume em qualquer região do corpo (caroços ou inchaços), principalmente indolor e sem febre.
- Manchas roxas pelo corpo em regiões pouco frequentes, como tórax e abdômen, pois manchas roxas nas pernas são frequentemente associadas a traumas.
- Dores persistentes nos ossos, articulações e nas costas.
- Fraturas sem trauma.
- Sinais precoces de puberdade: acne, voz grave, ganho excessivo de peso, pelos pubianos ou aumento do volume mamário nas meninas antes dos 8 anos e nos meninos antes dos 9 anos devem ser avaliados pelo pediatra ou endocrinologista.
- Dor de cabeça persistente ou progressiva, associada ou não a vômitos, alterações ao caminhar, desequilíbrio ou modificações na fala, além da perda de habilidades já desenvolvidas (exemplo: a criança ficava de pé e deixa de ficar, piora da letra) e mudanças repentinas no comportamento.
- Febre prolongada, perda de peso e palidez, principalmente se persistentes.

Se surgir algum desses e outros sintomas incomuns, é essencial a consulta e o acompanhamento do pediatra. Lembre-se: quanto antes for feito o diagnóstico, maiores são as chances de cura das crianças e adolescentes.

#LabeneClínicaeVacinas #Itatiba #pediatraitatiba #câncerinfantil #lutacontraocâncer #lutacontraocâncerinfantil
Hoje é celebrado o Dia Internacional de Luta Contra o Câncer Infantil. O objetivo da data é promover a conscientização global sobre a doença e a importância do diagnóstico precoce. Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), a doença é a primeira causa de morte entre crianças de 1 a 9 anos de idade. Por isso, os pais devem ficar atentos a algumas alterações na saúde dos filhos. É importante valorizar as queixas das crianças e levá-las regularmente ao pediatra. Na maioria das vezes, são doenças comuns da infância, mas pode ser uma condição mais séria. Alguns sintomas de alerta que devem chamar a atenção dos pais, principalmente se persistentes são: - Reflexo branco na pupila (menina dos olhos) que pode ser visível no dia a dia ou em fotografias. - Estrabismo que surge de forma repentina. - Aumento de volume em qualquer região do corpo (caroços ou inchaços), principalmente indolor e sem febre. - Manchas roxas pelo corpo em regiões pouco frequentes, como tórax e abdômen, pois manchas roxas nas pernas são frequentemente associadas a traumas. - Dores persistentes nos ossos, articulações e nas costas. - Fraturas sem trauma. - Sinais precoces de puberdade: acne, voz grave, ganho excessivo de peso, pelos pubianos ou aumento do volume mamário nas meninas antes dos 8 anos e nos meninos antes dos 9 anos devem ser avaliados pelo pediatra ou endocrinologista. - Dor de cabeça persistente ou progressiva, associada ou não a vômitos, alterações ao caminhar, desequilíbrio ou modificações na fala, além da perda de habilidades já desenvolvidas (exemplo: a criança ficava de pé e deixa de ficar, piora da letra) e mudanças repentinas no comportamento. - Febre prolongada, perda de peso e palidez, principalmente se persistentes. Se surgir algum desses e outros sintomas incomuns, é essencial a consulta e o acompanhamento do pediatra. Lembre-se: quanto antes for feito o diagnóstico, maiores são as chances de cura das crianças e adolescentes. #LabeneClínicaeVacinas #Itatiba #pediatraitatiba #câncerinfantil #lutacontraocâncer #lutacontraocâncerinfantil